REDESCOBRIDORES DA ALMA!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Sem Aviso Prévio By Patrícia Pinna



Não fui notificada do seu abandono
Fui surpreendida entre soluços e lágrimas
Com o seu inesperado adeus
A empresa estava em quase falência anunciada
Por uma péssima administração

Você era um sócio exemplar
Encontrando-se exaurido
De tantas horas extras cumpridas
Sem recebimento dos lucros
Na labuta árdua e diária

Talvez, você recomece em outra empresa
Onde a administração seja impecável
E seu valor reconhecido

Talvez, você reconsidere retornando
Ao seu labor mais determinado ainda
A salvar a empresa de continuar
Sempre no "vermelho"
Decretando provável falência!

Autoria: Patrícia Pinna
Imagens: Internet.

25 comentários:

  1. Patrícia, linda poesia e tudo que seja feito sem o prévio aviso nos deixa surpresos. Ora com alegria, ora com tristeza e estupefação!

    Na vida, no amor e no trabalho... Isso vale sempre!

    E o mínimo que cada um precisa é o respeito e reconhecimento!


    beijos, linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Patrícia Pinna

    Sempre nos surpreendendo com soberbo poemas! Amei.

    Espero por si. ;-)

    Dia feliz, beijinho
    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderExcluir
  3. Ao ler este momento querida amiga ,faz-me lembrar a situaçao de tantas pessoas que hoje em Portugal estao a atravessar esta mesma situaçao ,infelizmente muitas vezes nesta sociedade muito hipocrita o ser humano nao passa de numeros ,gostei muito ,mitos beijinhos Patricia

    ResponderExcluir
  4. ...minha poeta querida,
    fiquei meditando aqui em suas palavras.

    quantas vezes a vida da gente está beirando a falência,
    sem que percebamos, por descuido, por preguiça,
    por descaso, talvez?

    é para se pensar!

    bjs, meus!

    ResponderExcluir
  5. Há fases em que as palavras são insuficintes, Patrícia.
    E atr´s de um dia outro melhor virá.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  6. Muito linda poesia, um pouco triste e solitária..mas e uma profundidade exemplar.
    Você é nossa poetisa caixinha de surpresa, e isso, é o que te faz diferenciar de nós simples mortais.
    Linda
    Magnífica
    Necessária.
    Rosa Valverde.

    ResponderExcluir
  7. Poema profundo que nos leva refletir sobre o mundo atual! Obrigada querida Patrícia Pinna. Bom dia e feliz quarta-feira! Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  8. Lindo poema, embora triste, pois mostra as dores das surpresas de abandono, tanto em empresas quando em amor, companheirismo, enfim...!
    Amei ler, sempre com belos poemas tocantes, linda amiga!
    Deixo aqui um abraço bem apertado!

    ResponderExcluir
  9. Pois é, Patrícia, ninguém nunca está preparado nessas horas, sempre um "deixa de gostar", o outro não. Num era bom que tivesse um botão de desligar juntos, terminassem de comum acordo, sem traumas, nem sofrimento. Mas não é assim, sentimento não me mede, nem pesa. O outro é o outro, um ser a parte, que parte, mas não nos abandona de verdade, fica pela metade, no esquecer que não se quer se esquecido, porque o ser querido não é nossa propriedade, não perdemos o que não foi nosso de fato. E, de repente, até poderá voltar, ao menos pra dar um olá, porque esteve ao nosso lado esteve por livre e espontânea vontade, porque foi bem acolhido e sentiu saudade. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Brilhante como todos...e não tenho palavras que possam complementar algo tão bem escrito completo. Fazia tempo que não vinha aqui...teu cantinho continua belo
    parabéns!
    Bjssss
    Bjsss

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde Patrícia.. é uma realidade em muita empresas..
    muitas vezes damos tudo ao patrão.. a gente faz a empresa ser reconhecida. viramos noites como eu já virei.. e acontece isso..
    a gente sai como entrou..
    nunca devemos ser escravos de uma empresa.. apenas fazer nosso trabalho..
    sem puxação de saco como muitos fazem.. pq na hora se aocntecer isso essas são as que mais sofrem.. bjs e um lindo dia querida amiga

    ResponderExcluir
  12. Poema de qualidade sempre são os teus Patricia. As letrinhas na tua mão é mágica, vira ouro.
    A gente nunca esta preparada para tal fato, mesmo que a Empresa já esteja falida e o vermelho atingiu o limite. Certa vez alguém me disse que a empresa mais difícil de organizar e saber dirigir é o relacionamento a dois,(casamento). E realmente eu creio que com certeza é de verdade.
    Um beijo e um punhado de sorrisos!
    Ótima tarde!

    ResponderExcluir
  13. Sem Aviso Prévio!
    por aqui estou passando
    ser para mim privilégio
    estar aqui olhando...
    o que foi que aconteceu
    Patrícia Pinna, belas palavras
    belo poema você escreveu
    entre soluços e lágrimas!

    Desejo para você Patrícia Pinna,
    uma boa noite e bons sonhos, um beijo.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  14. Legal minha querida.
    Gostei da construção e titulo aqui bem desenvolvido.
    Voce sabe como se inspirar e fazer bonito.
    Carinhoso abraço amiga.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Legal a analogia utilizada, bem pertinente!
    Bjos e bom final de semana!
    http://amonailart.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. És de criatividade admirável; em linguagem nada habitual, descreste em versos primorosos todo teu sentimento... Adorei!

    ResponderExcluir
  17. Paty, a mágica da poesia é essa - podemos fazer das palavras nossa mais forte aliada para descrever as mais diferente situações com classe e elegância brincando com a dualidade dos sentidos de cada uma delas.

    Nota: Encerrei todas as minhas contas do face. Cansei das invasões pessoais que andei encontrando por lá, amiga! Aqui apesar de também ser público ainda é mais intimista e não tão fugaz... Beijinhos em teu coração e sempre grata pelo seu carinho!!!

    ResponderExcluir
  18. Um poema que vale para todas as circunstâncias da nossa vida. Gostei muito.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  19. Um lindo Poema com alguma tristeza e solidão a marcar.
    Parabéns.




    Beijo



    SOL

    ResponderExcluir
  20. Nossa empresa voltou das férias coletivas, com vontade de abraçar todos os amigos. Saudades! Que o ano seja ótimo pra todos nós...
    Beijinho, querida Patricia.

    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  21. Olá, Patrícia. Ausência de aviso prévio nos lembra o que é ruim, como ser mandado embora de um emprego, ter um relacionamento finalizado quando não esperamos, mas existe o sem aviso prévio bom, das surpresas boas. Que essas sejam abundantes em sua vida. Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Patrícia!
    Que poesia inusitada que retrata a atual conjuntura em muitas empresas!
    Bom restinho de domingo!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  23. Normalmente é assim, amiga. o Abandono é sem aviso prévio, como algo descartável.

    ResponderExcluir
  24. espelhos de vida!
    triste e real!
    boa semana.
    beijo
    :)

    ResponderExcluir
  25. Gostei imenso pela originalidade.
    De facto, o amor é uma "empresa" que tem de ser bem gerida (esta é a minha leitura do poema).
    Bjo, Patricia :)

    ResponderExcluir

A verdade está em mim, sou amante dela com todo o fervor, e desse modo peço que todos que aqui passarem, comentem com a alma, com paixão e verdade, deixando a sua opinião particular e individual, afinal, somos seres únicos com visões diferentes!
Que a alma de cada um de vocês transborde nesse espaço tão meu, tão nosso!
Obrigada e beijos na alma!!!!!!!!!!

Patrícia Pinna.