REDESCOBRIDORES DA ALMA!

domingo, 9 de dezembro de 2018

Andarilho By Patrícia Pinna



Na mente, de repente, mente, sente o que pressente
Experiente em dores agudas , dependente de ar
Agoniza em tempo presente, leito antigo de lembranças
Cartomantes sorridentes a vender-lhe a sorte do destino 
Nas vielas de risos escondidos, túmulo vivente
Andarilho para a esquerda e direita, muitas veias

Coube-lhe na mão pequena flor, um espinho e uma pétala
Cactos e Jasmim, desertos e oásis, pesticida e incenso
Obrigação e liberdade, longo e curto prazo
O quadrado e a roda, o mínimo e o máximo
O egoísmo e altruísmo, presentes do Universo
Verso e reverso do caminhante ingênuo, pleno

Ressoar de prata na escadaria mais alta
Um deus de muitas verdades e pouca crença
Invariável desejo de pertença sobre si mesmo
As mãos, os pés, sua veias finas, seu carmim
E, assim, caminha mais uma vez, ao som da insensatez



Autoria: Patrícia Pinna
Todos os direitos reservados por Lei
Imagem: Internet
Vídeo: You Tube



10 comentários:

  1. Gostei de seu andarilho na busca de sentido diante da dualidade da vida. Parabéns, pelo poema! Boa noite e ótima semana, amiga Patrícia Pinna! Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  2. Admiro a coragem do andarilho, que se joga ao acaso, incerto, invejo o ser atrevido. Deles são a vida, a aventura, a historia pra contar, a experiência de vida. As conquistas, a pista estendida. As partidas, decisões, investidas. O rumo incerto, a alegria, a excitação, a razão, a motivação. Um intenso jeito de ser e aproveitar ao máximo os dias. Beijos Patricia.

    ResponderExcluir
  3. Poema forte! Assim como o andarilho que precisa ser forte nas andanças. Insensatez? Deixe que o mundo julgue, mas não deixe de caminhar. Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  4. Um poema intenso! A vida experimentada, vivida e sem desistência. Fala-se de coragem…
    Uma boa semana, Patrícia.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Poema intenso e muito reflexivo. Conheço alguns andarilhos,sempre no rumo incerto e a coragem de continuar. Muitas vezes depara com algo que traduz em medo, solidão ou alegria. Assim caminha outra vez, ao som da insensatez
    Quero aplaudir e dizer bis. Encheu. Muito comigo, me trouxe um mundo na qual mesmo pertencendo a ele, pode chegar um momento que distancio de mim mesma. Lindo lindo lindo lindo lindo. Arrasou. Um delírio maravilhoso ...li é reli 3 vezes. Muito obrigada por partilhar. Amo vc é suas poesias são um encanto p mundo tão necessitado. Belo presente vc nos trás. Rosa Valverde sua eterna fã

    ResponderExcluir
  6. Quando a vida nos cobra o máximo de sensatez, não pode haver espaço para as falhas tão dos humanos perdidos em seus mundos e deixando, que a vida passe ao largo.
    Belo trabalho Patricia com sua carga de busca pelo amor total que em sua poesia aflora.
    Linda semana para vocês.
    Beijo amiga.

    ResponderExcluir
  7. Oi Patrícia
    Saudades
    Linda postagem, como sempre escrevendo divinamente.
    Adorei o vídeo
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  8. Que versos lindos:"As mãos, os pés, sua veias finas, seu carmim/E, assim, caminha mais uma vez, ao som da insensatez"! Magnífico! Sinto a força da solidão, do desprendimento, da liberdade. Uma bela reflexão.

    ResponderExcluir
  9. "Que os dias do Ano Novo sejam uma sequência de proveitosas realizações e repletos de paz e felicidades! Feliz Ano Novo!"

    Boa noite, querida amiga Patrícia!
    Feliz e Abençoado 2019!
    Gratidão a 2018...
    A insensatez de amar demasiadamente é permitida para grandes 💙.
    Passo, sobretudo, para lhe desejar que seja feliz e abençoada junto aos seus amados !
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    🤩🌹🌺🌷⚘

    ResponderExcluir

A verdade está em mim, sou amante dela com todo o fervor, e desse modo peço que todos que aqui passarem, comentem com a alma, com paixão e verdade, deixando a sua opinião particular e individual, afinal, somos seres únicos com visões diferentes!
Que a alma de cada um de vocês transborde nesse espaço tão meu, tão nosso!
Obrigada e beijos na alma!!!!!!!!!!

Patrícia Pinna.