REDESCOBRIDORES DA ALMA!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

SOCIEDADE



A impunidade tem cheiro de enxofre
Que corrompe as narinas da Sociedade
Há muito que lutamos pelo bem maior
Por valores éticos, morais e por honestidade



Mas a desigualdade social
Cala a nossa árdua batalha
Não conseguimos transpor
Os portões de aço da ignorância



Nossas vozes soam fracas
Ofuscadas pelos clamores dos corruptos
Um país rico e pobre
Mas não só o nosso, cheio de contradições
Tão lindo e usurpado



Quantas crianças pedintes
Sem ter o que comer
Locais onde o saber não alcança
E não ganha o seu precioso espaço


Os professores são exemplos
Da discrepância igualitária
Anjos que são decaídos



Tem brilho, valor e maestria
Porém são marginalizados
Por um sistema que acredita
Que o saber é uma arma letal
Nas mãos da boa Sociedade!

 AUTORIA: Patrícia Pinna.
Imagens: Internet.





39 comentários:

  1. Oi Patrícia!

    Infelizmente, vivemos numa sociedade passiva e omissa. Na qual os indivíduos não pensam além do próprio umbigo. Assim reflete-se no resultado das urnas o tal jeitinho, a malandragem da qual tantos se orgulham. Os algozes eleitos são corruptos, dissimulados e descompromissados, assim como seus eleitores, que vivem querendo “levar vantagem em tudo”.

    Um abração e um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Patricia,

    desabafo necessário. Parabéns!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Pronto minha amiga, aqui estou pra aplaudir de pé o que vc escreveu...Parabéns, parabéns e parabéns!!!
    “a desigualdade social
    Cala a nossa árdua batalha
    Os professores são exemplos...
    Anjos que são decaídos...”

    Pensamos da mesma maneira e não estamos sozinhas veja o que diz Félicité Robert de Lamennais :
    "Não há sociedade possível sem o dever, que compreende a justiça e a caridade."

    Que DEUS nos dê sabedoria para ajudar as crianças, as senhoras e os velhos hoje, amanhã, depois e todos os dias!
    Mais uma vez parabéns! Vc é muito + q D+++!!!
    Beijossssssss.

    Obs.: Quando eu crescer vou escrever igual a vc minha linda. rsrsrsrsrsrsrs
    Te adoro viu????

    ResponderExcluir
  4. Oi, Patrícia, Amadinha...
    Estava mesmo lendo seu Poema pela segunda vez quando vi sua mensagem...
    Adoro esses Poemas-Protestos...Poemas-Vozes, Poemas que Libertam todos que ficam à margem, os decentralizados que ousam ir na frente...os avant-guard!
    Esse Poema mereceria a primeira página de jornais importantes!
    Parabéns!
    Bjins,
    Bom Fim de Semana, Amiga.

    Sapatinhos da Dorothy

    ResponderExcluir
  5. minha Linda

    obrigada, do fundo do coração pelas suas visitas
    ao meu blog e por deixar um rasto lindo de amizade e palavras encorajadoras!! seu blog é muito suave e sente-se muita paz e harmonia nele.
    seus escritos e postagens têm sempre um fundo do que sente realmente a nossa Alma.


    obrigada por tudo, e prometo ser tua seguidora fiel

    beijo e desejo de um fim de semana excelente para ti

    ResponderExcluir
  6. O ser humano anda estranho, imagino que seja por conta da modernidade. Hoje basta o indivíduo entrar em seu carro para ter o seu comportamento modificado. Parece que vivemos em mundo de máquinas.
    Veja; - tudo hoje é eletrônico. Parece que o mundo chegou ao fim. Quando falavam que o mundo ia acabar no ano 2000, de certa forma, penso que tudo foi terminado. Falta solidariedade no ser humano. Amor em tudo o que faz.
    Por isso você escreveu as veracidades do mundo em que vivemos atualmente.
    Beijos, Patrícia! Tiro o chapéu para você.

    ResponderExcluir
  7. "Por um sistema que acredita
    Que o saber é uma arma letal
    Nas mãos da boa Sociedade!"

    O sistema é bem manipulador e de uma forma sublimar não sabemos que estamos sendo enganados , o que era nosso por direito acabou sendo transformado em ofertas , e assim vivemos o Brasil .
    Mas com uma união popular através da educação e da cultura do povo , da massa poderemos destruir esse circulo vicioso que nos manipulam e nos mata na própria vida. É um absurdo um professor ser recebido por BOMBA em plena assembléia no centro do Rio , eu nunca esquecerei disso PICCIANI E SERGIO CABRAL autorizaram aquela bomba, educadores passam por uma trajetória toda de estudos para serem tratados como vagabudos ? NÃOOOOO !!!! Sabe por quê ? Porque nós sabemos através da sabedoria e da busca pela verdade das suas falcatruas , nós sabemos das suas mentiras_Assim como eles sabem usurpar , manipular o povo , a grande massa sem conhecimento disso e nisso esse povo aplaudir ...mas o grande medo deles é ver o crescimento intelectual do povo.


    Parabéns artistas, voc~e tem uma grande veia poética e política , social ! Voc~e é demais poetisa , neguinha ! Parabéns !

    ResponderExcluir
  8. Oi Patrícia, uma grande verdade teu poema, continuemos fazendo nossa parte, assim pelo nosso exemplo e boas energias quem sabe outros vão também despertando.
    Beijos e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  9. Tens razão,Patricia.A COISA TÁ DANADA MESMO!iNDIGNAÇÃO JUSTA!BEIJOS,LINDO FDS,CHICA

    ResponderExcluir
  10. Pra quem gosta de susufruir do poder, quanto menos o povo se desenvolver, melhor. É com a educação que poderemos nos conscientizar e participar. Linda postagem!!!!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Patrícia,
    Faço minhas as tuas palavras. Fede essa corrupção, dá nojo e parece que quanto mais lutamos, mas se multiplica essa praga. E acabamos esmorecendo.
    Seu poema é um autêntico desabafo.
    Te amo amiga. Você é uma fofura!

    ResponderExcluir
  12. Olá Paty!
    Vc sempre muito querida e amada por mim.
    Te agradeço tua presença na minha festa que me deixou feliz e cheia de mais amor...
    Seu poema me inspira tantas coisas que não quero falar mais sinto...
    Pois é,o Brasil tem milhões de brasileiros que gastam sua energia distribuindo ressentimentos passivos.
    Olham o escândalo na televisão e exclamam ‘que horror’.
    Sabem do roubo do político e falam ‘que vergonha’.
    Vêem a fila de aposentados ao sol e comentam ‘que absurdo’.
    Pois acho que precisamos de uma transição ‘neste país’.
    Do ressentimento passivo à participação ativa’.
    Minha linda estou aqui do seu ladinho sempre te acompanhando.
    bjssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  13. Oh, Prodigiosa e Linda Poetiza Amiga:
    Registei:
    "...Quantas crianças pedintes
    Sem ter o que comer
    Locais onde o saber não alcança
    E não ganha o seu precioso espaço..."

    Uma poesia fascinante, onde cabe o maior tesouro das nossa vidas: As crianças!
    Existe um pouco de crise pelo mundo fora. As guerras e a fome.
    Escreveu um belíssimo poema com conteúdo e imensa significação, onde apela à tranquilidade e bem-estar das pessoas.
    É gigantesca de humanismo.
    Abraço amigo de respeito pelo seu génio poético sublime e perfeito.
    Com respeito e admiração CONSTANTES e SEMPRE!

    pena

    Muito obrigado pela maravilhosa visita.
    Bem-Haja, mágica amiga.
    Adorei.

    ResponderExcluir
  14. Desigualdade social, impunidade e corrupção são sinônimos em nosso país.Parabéns pela postagem, beijos.

    ResponderExcluir
  15. Infelizmente sempre teremos voz fraca num país onde a corrupção impera, e pior, impera também a injustiça, desigualdade e impunidade,,,,beijos querida...bom sábado pra ti.

    ResponderExcluir
  16. Olá,Patrícia!!

    Uma belíssima poesia com consciência social!!
    Parabéns!!!
    Beijos pra ti!
    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  17. Impunidade, desigualdade e corrupção, são e componentes infalíveis contra a sociedade em geral.
    Há que combatê-los.
    Excelente poema de intervenção, gostei imenso.
    Patrícia, tem um bom fim de semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Vim agradecer tua visita e teu gentil comentário no meu Blog e conhecer o teu.Tua poesia é um grito de alerta , um S.O.S em prol do nosso Brasil e da nossa gente que vê a pátria amada, o solo gentil perdendo seus valores éticos e morais ao longo dos anos.Parabéns ! Belo Poema!Vim, gostei e voltarei sempre.Já me instalei.Bom domingo com muita luz, amor , flores e cores para enfeitar tua alma.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  19. olá querida Patricia!

    desabafo justo, e necessário
    saiba que compartilho contigo
    essa dor do descaso continuo.
    parabéns!

    ResponderExcluir
  20. ainda que escrito a 9 de setembro, tinha de ler este texto a 11 do mesmo mês. o grito que daqui ecoa é alerta para todas as formas de terrorismo [especialmente o educativo] com que o homem atenta contra a própria espécie.
    beijinho!

    ResponderExcluir
  21. Olá Patrícia,
    Um belo grito de protesto e em prol da nação brasileira.
    Também acredito que somente com conhecimento e cultura o povo terá instrumentos para lutar contra o poder calcado na corrupção e alheio ao bem estar social.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Boa noite Patrícia,

    Agradeço o seu comentário em meu blog.
    A sua poesia é bem crítica.
    Parabéns!

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  23. É verdade Patrícia esse é o tormento de todas as sociedades: a injustiça. Quer seja no seu País, quer seja no meu ou no resto do mundo, Houve, Há e continuará a existir, porque uma minoria não vai deixar que acabe porque serve os seus interesses.
    Duma maneira muito forte você expressou a sua revolta perante tão repugnante tema.
    Muitos parabéns e beijo grande

    ResponderExcluir
  24. Oi querida, obrigada pelas palavras no meu blog, estava viajando e por isso a demora em aparecer aqui pra te ler. Gosto de estar aqui sempre pra te ler.Seu texto é muito criativo, e nós convida a meditar sobre a impunidade no nosso País. O cheiro da podridão corrompe as narinas da Sociedade, e cega completamente. Espero que um dia alguém possa acabar com tudo isso. Beijo grande e ótima semana.
    Smareis

    ResponderExcluir
  25. Olá, Patrícia! Que prazer te receber em minhas "gavetas" rss. Muito obrigada por comentários tão gentis e diria mesmo "incentivantes". Tenho várias poesias prontas mas não sei lidar muito bem com o blogspot e por isso não venho muito. Ainda não me apaixonei por ele hehe. Mas vou ver se me empenho um pouco mais. Ando meio sem tempo também e isso dificulta. Muito bom tudo o que escreve! Andei lendo alguns posts e realmente gostei. Jeito simples de escrever, direto, um pouco de crítica, romance, graça...intensa você também! Parabéns por seu talento! Beijinho.

    ResponderExcluir
  26. olá minha linda Paty!
    Passando para deixar um xerooooooooooo
    tó com saudades sim,kkkkkkkk
    bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  27. POR ONDE ANDAS GAROTA?
    ESTÁ FAZENDO FALTA...
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  28. BOA NOITE
    CHEGUEI ATÉ AQUI PELO BLOG DE OUTRA AMIGA. E GOSTEI MUITO DESTE TEXTO UM GRITO PELA CORRUPÇÃO. SE VCX PERMITIR GOSTARIA DE VOLTAR NOVAMENTE, Ótima Noite...
    Excelente Semana pra você
    Beijo no seu coração!

    ResponderExcluir
  29. É a sociedade que temos onde nem todos têm direito a Paz, a educação e até ao pão e água que é vital.
    E o mal é mundial infelizmente!
    No coração a esperança que um dia todos tenham os mesmos direitos, todos tenham uma vida melhor...até lá, desejemos luz para iluminar os sedentos de dinheiro e poder, que fazem a desigualdade social.
    Meu carinho, meu beijo.

    ResponderExcluir
  30. A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS comunica que estão abertas as
    inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do ano 2011.

    O concurso contemplará duas categorias:

    CATEGORIA I (até 16 anos)
    1° Prêmio: R$ 300,00
    2° Prêmio: R$ 200,00
    3° Prêmio: R$ 150,00
    Melhor intérprete: R$ 150,00

    ****
    CATEGORIA II (a partir de 17 anos)
    1° Prêmio: R$ 500,00
    2° Prêmio: R$ 300,00
    3° Prêmio: R$ 200,00
    Melhor intérprete: R$ 200,00

    PREMIAÇÃO:
    Dia 17 de novembro de 2011, em noite solene, na Biblioteca Municipal

    INSCRIÇÕES:
    Prazo: até 21 de outubro de 2011-09-11
    Valor: R$ 2,00 (dois reais)

    INFORMAÇÕES e REGULAMENTO
    Biblioteca Municipal Prof. Gentil Vieira da Silva
    Ruas Major Feliciano, 990 – centro – Machado-MG ( CEP: 37750-000 )
    (35) 3295-6099
    E-mail: machadocultural@gmail.com

    ResponderExcluir
  31. Oi querida Patricia!
    Vc colocou toda a verdade neste teu poema! Muito bom mesmo, gostei!

    UM beijão com carinho e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  32. Patricia Q uerida!!!!.Não podemos mais adiar a tarefa de conscientizar os indivíduos sobre os riscos
    que corremos ao perpetuar a classe dominante. Devemos fazer com que os indivíduos acordem de
    seu profundo entorpecimento e enxerguem a realidade tal como ela é.
    Viver em uma sociedade dividida em classes (muitos com pouco e poucos com
    muito) não tem sido fácil para esses muitos, que explorados pelo sistema, somos deixados à
    própria sorte, à mercê das migalhas que esses poucos nos jogam.
    Soa a hora de nos unirmos em torno de um mesmo ideal (de uma sociedade mais
    justa e igualitária) e lutarmos para que a desigualdade seja, se não extinguida, pelo menos,minimizada.

    Nenhum líder vai nos dar paz, nenhum governo, nenhum exercito, nenhum país.

    O que nos vai dar paz é a transformação interior que nos conduzirá à ação exterior.

    A transformação interior não é isolamento, desistência da ação exterior.


    Ao contrario, só pode haver a ação correta quando há o pensamento correto,

    e ...

    não existe pensamento correto quando não existe autoconhecimento.

    Sem conhecer a si mesmo, não existe paz.
    bjus

    ResponderExcluir
  33. Patrícia um tema profundo a ser abordado
    Importante de ser debatido por sua ampla necessidade.
    Infelizmente essa é a nossa realidade
    Uma sociedade que agoniza nas mãos dos que tem o poder.

    Um poema que foge o seu estilo,
    Mas que tem sensibilidade e grandeza.

    Bjoss

    ResponderExcluir
  34. eu preciso do teu e-mail para mandar uma coisa,kkkkkkk
    bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  35. Oi minha querida...que belo protesto em forma de versos...infelizmente muito há de ser trabalhado para que todos tomem consciência da importância de se mudar por um pais melhor para todos.
    Beijinhos e feliz dia...
    Valéria

    ResponderExcluir
  36. Um protestoo forte que grita dentro da gente que somos preocupados com o bem estar social, com a educação. A palavra "sociedade", sugere viver em comunidade, todos em prol de um bem comum. Na verdade, nem sei se temos mesmo uma sociedade, pois o que vejo é cada um prum lado e danem-se os outros. Beijos, Patrícia, sua indignação também é minha.

    ResponderExcluir

A verdade está em mim, sou amante dela com todo o fervor, e desse modo peço que todos que aqui passarem, comentem com a alma, com paixão e verdade, deixando a sua opinião particular e individual, afinal, somos seres únicos com visões diferentes!
Que a alma de cada um de vocês transborde nesse espaço tão meu, tão nosso!
Obrigada e beijos na alma!!!!!!!!!!

Patrícia Pinna.