REDESCOBRIDORES DA ALMA!

sábado, 5 de abril de 2014

O Caminho By Patrícia Pinna



Boca sedenta precisando de água
Alimento para sobreviver
Encontra-se escasso demais
Não existe mais pão para ludibriar a fome

Segue um olhar a esmo
Na imensidão desértica
Pés cansados de caminharem em vão
Olhando para o céu
Clamando por solução

Faz calor, faz frio, mudanças...
Nessa travessia quase solitária
Vigiada pelas incontáveis formas
Desenhadas no manto azul-escuro
Tão inalcançáveis ao toque humano

Elas sondam os sonhos viajantes
No subconsciente da mente
Num canto preservado
Esperando a hora em que eles
Serão, finalmente, revelados

Oh, depressão iniciante
Impactante em sua crueldade
Silenciosamente é engravidada
Entristecida deixa qualquer caminhada
Na gravidade dos seus tormentos.

Autoria: Patrícia Pinna
Imagens: Internet


47 comentários:

  1. Está precisando de água,
    Alimento para sobreviver
    No caminho encontra nada
    Triste vai para onde não saber!

    Deixou os sapatos e a roupa,
    Nua caminha pela areia
    Nas ondas do mar mergulha
    Pensando ser uma sereia!

    Tu bem sabes menina!
    Com os teus sorrisos simpáticos
    O teu poema Patrícia Pinna
    Tem versos fantásticos!

    Bom fim de semana para ti amiga.
    um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite!
    SEM PALAVRAS...maravilhoso.
    Parabéns Poetisa!
    Abraços
    Sinval

    ResponderExcluir
  3. Sonhos em um canto da mente esperando revelações traz uma longa ansiedade que água nenhuma rega essa fonte de desejos incontidos!
    Belíssimo poema!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Lindo poetar amiga Patrícia, prenúncio de sofrimento, água, essa que faz a vida fluir, sem ela nada se pode fazer, várias interpretações em seus lindos versos, carência afetiva, carência de alimentos,enfim...
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  5. Dá-me até arrepios falar em depressão.
    A família da minha mãe tem muita tendência a essa doença. Ela é terrível. Jamais quero vivenciá-la, embora, há momentos em que ela pega a gente de jeito.
    Espero que esteja bem e que fique bem longe dela. bom final de semana. Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Boa noite querida Patrícia
    Belíssimo poema. Intenso e profundo.
    Amada meu blog de mensagens foi completamente esfacelado. Perdi o espaço... tudo! Coisinhas da net.
    Criei um outro filhotinho.
    ” Momentos de Amor e Poesia”
    Passe lá depois! Vou tentar reunir todos os amigos nesta nova casa.
    Beijos no coração amada

    ResponderExcluir
  7. Patrícia,

    Por esse caminho sedento precisando de água
    Vim matar minha sede de ler-te
    Caminhei longos caminhos na tua inspiração
    Senti a tua sede e a tua fome
    Já cansada de andar em vão
    Olhando para o céu clamando por solução!

    No meio de tantas estações
    Ora de frio, ora de calor e de mudanças
    Fazendo uma travessia solitária
    Sondando sonhos viajantes
    Inspirados na alma
    Inalcançáveis ao toque humano
    Preservados esperando a hora
    De serem finalmente revelados
    Despidos na sua caminhada...

    Que essa depressão iniciante
    Não feneçam tuas lutas por esse caminho
    Há uma fonte por trás do horizonte
    Onde matarás a sede e a fome de tantos tormentos
    E mergulhará a alma na paz dos teus sentimentos...

    (Regilene Rodrigues Neves)

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Patricia

    Como sempre, é maravilhosa nos seus escritos, gosto muito de a ler...
    Adorei este poema.


    Tenha um optimo Domingo

    Beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  9. Linda poesia, versos profundos e sempre mostrando a grande poetisa que és! beijos,lindo dia e ótima semana! chica

    ResponderExcluir
  10. Um belíssimo poema que mostra toda a fragilidade do ser humano ,somos como terra arida sequiosa de agua a espera que uma gota que possa brotar todo o esplendor da vida ,muitos beijinhos querida amiga Patrícia .

    ResponderExcluir
  11. A vida é na maior parte do tempo esse caminho. Inventamos os folguedos, os brinquedos para atravessar, incólume, inóspitas savanas. A felicidade, estado de espírito, ou não, a gente inventa, constrói como a um arranjo florido. Tem quem, aparentemente, decida ser feliz por opção, embora as intempéries existenciais, incrivelmente, carregam um permanente sorriso, como a debochar das situações desfavoráveis, como se fosse possível sorrir onde não se vê motivo. Não se queixam, não se deixam dominar pela ansiedade, nem por pensamentos aziagos, decadentes. Acho que deveríamos viver um dia apos o outro, a vida em prestação, como se existissem muitas vidas a serem vividas, e nascêssemos a cada amanhecer e morrêssemos, com o sol, todo final de tarde para amanhã voltarmos a viver...

    “Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura? E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal”.

    Mateus 6:25-34

    ResponderExcluir
  12. Bom dia querida Patricia.. sobre a agua logo de inicio ela é e sempre será uma fonte de energia pura para mim.. dela eu cuido muito bem principalmente a que energizo no sol da manhã...
    numa mesclagem de vários temas se sobressai a depressão.. que muitos podem ver com cruel realmente mas é uma tristeza profunda.. algo que tem que ser libertado.. as doenças em si não existem.. a humanidade se deixa ficar doente por sua vibração e pensamentos negativos.. uma luta diária com eles.. só vence quem for insistente.. bjs de bom dia e um ótimo final de semana..

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Patrícia,
    Poesia belíssima como sempre!
    Durante nossas travessias pelos caminhos da vida, às vezes passamos por sequidões desérticas...
    Nesses momentos como é bom encontrarmos água para aliviar nossa aridez...
    bjs.

    ResponderExcluir
  14. Patrícia,

    Nesses momentos, é o que o Fábio recitou e bola pra frente que atrás vem gente, e sai andando pela rua.
    Se jogar algum esporte, joga.

    bj
    Marcos

    ResponderExcluir
  15. O ser que conhece a depressão por vezes, se traem ao sentir a felicidade pois, essa logo findará, ao passo que a tristeza tende a ser longa, no qual dará um certo conforto. O vazio leva o ser a crises existenciais abalando seu emocional e sua estrutura de pensamento. Não será uma luta pela vida? Creio que em certos momentos de depressão é que percebemos que estamos vivos, não é mesmo? Para quem escreve versos tão lindos? Minha amiga, saiba que amo o que escreve. Beijos com afeto e muito carinho.

    ResponderExcluir
  16. Ao ler este poema, pensei nas centenas de pessoas moradores de rua, que nada tem a não ser suas vestes e talvez um sonho. Acho que este pensamento vem de encontro ao que diz o versículo de Isaías mencionado no comentário de Fabio Murilo. A sede do ser humano só será saciada no amor e com uma única preocupação...Viver o dia de hoje!Patrícia Pinna,você se supera em cada poema que escreve,pois eles abarcam em si significados profundos. Beijos amiga.

    ResponderExcluir
  17. Patrícia linda e triste é a sua poesia, a depressão nos arrasta ao abismo e difícil é galgá-lo depois, mas só depende de nós,Luconi

    ResponderExcluir
  18. Bonita poesia, mostrando uma realidade forte!
    Abraços, Patrícia... Gostei de vê-la por lá... Obrigada!

    ResponderExcluir
  19. A ÁGUA éa essência da VIDA, Patrícia.
    Ela nos mostra o caminho, molda nos assim como os rios e os mares...
    Mesmo pequenina fonte ou presa a um copo, nos faz saber que todo o início da VIDA começou ali...
    Belo poema!
    beijinhos!!!

    ResponderExcluir

  20. Minha querida amiga e poetisa Patrícia !!!

    O meu Blogue mudou de nome por
    Diversos motivos e passou a se chamar:

    http://centelhaspoeticas.blogspot.com
    “Meus Sonhos e Devaneios Poéticos”

    Passando para retribuir a sua visita.Perdoa- Me o atraso, pois estava e ainda estou com
    Alguns problemas com meu PC.
    Que você tenha uma semana maravilhosa, Com muita luz em seus caminhos.

    Beijos de luz

    POETA CIGANO – 07/04/2014

    ResponderExcluir
  21. Muita verdade nesse seu poema lindo.

    A agua não mata a sede ela revive os seres.

    A agua é para as flores o que os sorrisos são para a humanidade.
    beijos

    ResponderExcluir
  22. Patrícia; belo poema apesar da tristeza contida. Tudo passa na vida, amiga; a tristeza, alegria, problemas, incertezas... o importante é que apesar de tudo, devemos ter fé e acreditar. Não se deixar levar pelas angustias. Eu também tenho meu tempo, mas procuro me agarrar a qualquer coisa, pra não me deixar levar.
    Boa semana! Beijos

    ResponderExcluir
  23. Patricia amiga querida.
    Hoje venho com muito carinho
    dizer a você para pegar destaque a sua escolha
    e fica a vontade para pegar tudo que você gostar para todos os seu blog.
    Que Deus abençoe seu final de semana
    beijinhos no coração.
    Evanir.
    A esquerda coloquei um rolante você vai conhecer
    quem esta em destaque contigo
    O link da pagina é esse abaixo..

    ResponderExcluir
  24. OI PATRICIA!
    A DEPRESSÃO É UMA CILADA QUE A MENTE PREPARA PARA QUEM SE AFASTA DE SEU EIXO DE EQUILÍBRIO E É FÁCIL CAIR NA MESMA.
    A REPRESENTAÇÃO DA ÁGUA É UM LAVAR DE ALMA...
    LINDO TEU TEXTO.
    ABRÇS

    ResponderExcluir
  25. Bom dia querida
    Encare a vida com um lindo sorriso. Colha dos jardins as lindas pétalas perfumadas e faça com elas um magnífico tapete para acariciar teus pés durante a caminhada.
    Que o teu dia seja belo pleno de aconchego e carinho
    Beijos no coração

    ResponderExcluir
  26. Saber ser a sede e a fonte...
    Beijo.

    ResponderExcluir
  27. Patricia: Excelente poema adorei ler, peço desculpa por andar fugido, mas tenho andado com perdas de memória tudo de bom para você.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  28. Qi querida Patricia, nos seus versos vc descreveu um quadro que hoje em dia, estamos vendo todos os dias por mais que procuremos ajudar ainda assim não dar pare sanar todos que precisam , que é uma pena. Enquanto as pessoas , é difícil minha amiga , enquanto existir a inveja o desamor será sempre assim, o melhor é aceitá-las como são, a vida é uma boa mestra. Obrigada pela visita , o meu abraço fraterno. Celina

    ResponderExcluir
  29. Qi querida amiga lendo mais uma vez os teus versos eles falam na depressão,a doença do momento, minha querida não pense em nada negativo, só em coisas positivas ajuda muito , procure ler alguma coisa sobre ciência Quântica ela é´maravilhosa nos levanta. Um abraço grande Celina

    ResponderExcluir
  30. O pão e a água são cada vez mais escassos.
    E a sociedade em geral anda em depressão...
    Belo poema.
    Um beijo, minha amiga Patrícia.

    ResponderExcluir
  31. Oi Patricia lindo seu poema,sucesso é o que desejo sempre a você.
    Deixo meu carinho
    http://reginaladydapaz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. OI Patricia, linda poesia, cheia de encantos como sempre. Parabéns poetisa. bjss

    ResponderExcluir
  33. Creio que é por tantas privações,sofrimentos passados no mais profundo das solidões que os seres humanos cada vez encontra-se secos,até as estão escassas,não por falta de dor,mas sim por abundância.

    Tua visão tão real e sentida da realidade a qual padecemos todos nós,traz-me comoção,pois em minha mente perpassa cenas tristes tanto antigas como actuais.

    Mas é isso mesmo,que haveremos de fazer?

    Seguir em frente,sempre lutando,tentando sermos merecedores dos raros momentos em que de facto com alegria podemos sorrir.

    Mil bisous minha linda Amiga,que tenhamos tempos melhores.

    ResponderExcluir
  34. Patrícia , seu poema é intenso e pleno de interpretações . Cada um segue uma das trilhas que propõe . Fico com a água bendita que lava nossas feridas da carne e da alma . Agradeço sua generosa partilha , bem como
    , suas visitas ao meu espaço . Beijos

    ResponderExcluir
  35. Bom dia, Patricia
    Maravilhoso o seu poema
    Feliz dia. bjs

    ResponderExcluir
  36. Fogo fátuo, ou miragens, para as necessidades da Alma e do corpo. A poesia alimenta mas o que a faz explodir é a realidade que cada dia está mais próxima, mais pressionante...


    Beijos


    SOL

    ResponderExcluir
  37. Desistir nunca!! Mas acontece com muitos que se entregam a tristeza. Muito tocante estas linhas, acho que é possível tirar várias interpretações delas (e isso que é interessante e bonito na poesia). Beijos!!

    ResponderExcluir
  38. Retribuindo a visita.

    Adorei o teu blog, Patricia! Estou seguindo de volta, com o maior prazer!

    Beijos.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  39. Patrícia, reflexões sobre a vida nos levam a vários caminhos. E se nos deixamos levar pela ansiedade, pelo temor de um futuro obscuro, somos envolvidos pela depressão. Bjs.

    ResponderExcluir
  40. A água é que nos mantem a vida! Lindíssima sua poesia,Patricia! Me fez meditar sobre muitas coisas. Hoje tem poesia sua no meu Recanto dos autores tb. bjs,

    ResponderExcluir
  41. Lindo e profundo como tudo o que escreve,Pat.

    Beijos e linda semana


    Donetzka

    ResponderExcluir
  42. Oi Patrícia!
    Disse Albert Schweitzer que "estamos todos tão juntos, mas estamos todos morrendo de solidão".
    A solidão desejada, para arejarmos o pensamento, é sempre bem vinda...mas há um tipo de solidão cruel, a de quem desejaria companhia e não tem. Para estes, a amizade é água, vital e urgente...
    Um grande abraço!
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  43. Temos um caminho a percorrer que nos foi dado pela vida; não é fácil esse caminho e enquanto o fazemos, vemos seres andantes...sequiosos...esfomeados; mas não é só fome de pão, sede de água, ou falta de teto; é sobretudo uma carência enorme de afeto...de solidariedade...de um ombro amigo onde apoiar o seu desalento. A sociedade de hoje é assim, amiga. Belos os teus versos! parabéns. Um beijinho e obrigada por este momento.
    Emília

    ResponderExcluir
  44. Patricia, voltei pra agradecer todos os carinhos! um beijo,tuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  45. Essa é a hora que a solidão vem nos atacar ,e vem com força . Descrevestes um conflito de forma a elucidar quem já passou por esse intenso momento de perdição . O deserto é o melhor deles , no meio de milhares de areias , horizontes infinitos e sem nenhuma saída para qualquer caminho que seja a solução , qual é a solução então ? Talvez meu olhar a esmo encontre algum pontinho verde em meio ao essa mistura tenebrosa de calor e frio . Seu poema fala de emoções que não conseguimos reverter ,e muitas vezes pensamos que estes momentos são infinitos quando não são , porém a força que essa solidão de momento nos ataca é com uma intensidade implacável , assim como a tempestade de areia , assim como as ondas gigantes que nos deixam apavorados e perdidos. No entanto não é o fim, é apenas uma bola de neve crescente e se deixarmos a situação pode ficar ainda pior porque o fim do poço, não tem fim . Usaremos o nosso poder do bem , a essência oculta no âmago do nosso ser porque assim sabemos que poderemos vencer .

    O Tempo é um Senhor de extrema Sabedoria e somente o Senhor tempo aliado com a força existente no ser humano poderá deter essa tempestade tenebrosa de emoções .A vida tem de ser vivida mas para isso precisamos da VIVACIDADE da vida.

    Um imenso , imenso , imenso abraço poetisa !!!!

    ResponderExcluir
  46. Muito bom Patrícia vc falar em seus versos dessa doença é um assunto que deve ser alertado sempre.Quase perdi minha amiga por essa doença, e realmente é uma doença que vai se puxando pra baixo, cada vez mais, e que você chega uma hora que não consegue mais achar saída, tudo ta ruim para você, tudo esta triste, tudo esta perdido. Por favor meninas ou até mesmo meninos que tem esses sintomas ou que sabem que esta em depressão e não sabem o que fazer, por favor, pedem ajuda, a pior doença é a psicológica e essa mata. Parabéns pelo poetisa.
    Bjsss

    ResponderExcluir

A verdade está em mim, sou amante dela com todo o fervor, e desse modo peço que todos que aqui passarem, comentem com a alma, com paixão e verdade, deixando a sua opinião particular e individual, afinal, somos seres únicos com visões diferentes!
Que a alma de cada um de vocês transborde nesse espaço tão meu, tão nosso!
Obrigada e beijos na alma!!!!!!!!!!

Patrícia Pinna.