REDESCOBRIDORES DA ALMA!

domingo, 20 de abril de 2014

O Lobo! By Patrícia Pinna



O lobo, tão atento, caiu em uma esparrela
Fruto frustrado da sua mente
Incapaz fora de ver a profundidade da prisão
Estando estático em infeliz condição

Subtraiu, sem dó, a inteligência
Agindo em parceria com a negligência
Inversa à sagacidade de sua natureza
Esquecendo dos passos dados com destreza
Perdendo amargamente o instinto da esperteza

Sombria agressividade incontrolada
Amedrontada fera ferindo fervorosamente
A si mesma com garras afiadas
Tentando libertar-se da armadilha
Todas as vezes que podia, pobre dela
Sangrava, sofria e sonhava ser livre.

Autoria: Patrícia Pinna
Imagens: Internet



48 comentários:

  1. Que linda e faz pensar em quantos lobos/ humanos armam suas próprias esparrelas e armadilhas ... Depois, só sonhar com a liberdade!


    Feliz Páscoa e tudo de bom sempre! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Tens certezas que isso é um lobo? Parece um ser humano idiota, assim como eu mesma com 55 anos ainda caio em armadilhas....
    Quero agora que você sinta o meu abraço bem apertado e cheio de saudade.

    Espero que seu dia tenha sido repleto de alegrias!
    Bjossss

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Patricia.

    Se foi metaforicamente versado há muitos lobos em peles humanas, mas ao meu ver só se aprisiona quem não tem garras para ir em busca da liberdade quando a mesma, está sempre tão ao alcance. Só é preciso perder ira e as vestes de lobos...

    Boa páscoa com muito, amor, paz e serenidade no coração.

    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  4. Oi Patricia, forte essa poesia. Faz refletir no quanto todos nós seres humanos temos um tigre adormecido dentro de nós. Mas que nunca acorde. Só se for no sentido de luta e garra para conquistar nossos ideais. bjss

    ResponderExcluir
  5. Patrícia

    O lobo decerto serviu de metáfora para, poeticamente, descreveres uma situação que não descortino. Descortino sim, que escreveste um interessante poema, baseada no felino.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Patricia


    Adorei o seu poema.Parabéns

    Boa semana....Beijinho.


    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Está na natureza. Quem é lobo, é lobo, não pode se livrar disso, está nas entranhas. Paralelamente á essa bela metáfora, os humanos sim podem se livrar do lobo que há dentro deles, podem melhorar, mas muitos preferem ser lobos, ou se acomodaram assim, ou não querem ver que são lobos. Brilhante!!! beijos na alma.

    ResponderExcluir
  8. Profundo cara amiga Patricia!
    Quantos lobos estão ao anosso redora esparramando injustiças e nos oprimindo?
    Linda refexão, lindo seu poetar, beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde querida Patricia.. justamente ontem estava lendo sobre arquétipos e a tua poesia me fez lembrar que cada animal pode nos abrir caminhos se assim a gente parar para pensar.. o mais poderoso é a aguia, assim como muitos outros.. lobo, tigre, tem força, podem sim ajudar a nos mudar mas temos que dar algo de nós tb.. bjs e ótimo dia

    ResponderExcluir
  10. Pobre de quem pensa que a liberdade é dizer o que pensa e sair ferindo quem te machucou ...

    Realmente quem vive pra vingar o que sofreu se prende em uma cadeia eterna e não permite que a alegria e felicidade se aproxime ...

    Bem colocado como sempre Patrícia!

    Deixo pra ti uma porção de carinhos ...
    Bjos
    My

    ResponderExcluir
  11. Patrícia, há tanta gente agindo como esse lobo que você muito bem soube construir por metáforas precisas... Um beijinho!!!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Patrícia! Que poesia instigante... me fez pensar que também somos feitos de contradições, lutamos, mas também sofremos. O importante é não esquecer de lembrar quem somos e do que somos capazes. Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Lindo momento querida amiga um poema certamente com duplo sentido ,muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Ser lobo é um estado natural do ser e todos somos iguais perante esse estado. Quem nunca precisou usar o seu lado lobo, não é mesmo? Usamos em prol de uma necessidade para nos defender, muito natural. O que deve é, estar atento! Não deixar esse lobo, tomar conta de seu modo de agir, não torná-lo como uma característica própria, pode tornar um sentimento perigoso. O caráter em última instância, é o diferencial no momento crucial da escolha. O ser tem sua personalidade na qual, diz respeito a sua maneira de agir com atributos bons e ruins que compõem seus comportamentos de valores. Procurar o melhor para agir creio que é sempre uma boa opção nos aspectos positivos de caráter e na evolução espiritual. Minha doce Patrícia, sempre me surpreendendo com seus maravilhosos escritos, adorei! Ao ler seu poema, logo me remeteu a frase muito conhecida do filósofo Thomas Hobbes, na qual vou finalizar minhas pequenas linhas.
    "O homem é lobo do homem"

    ResponderExcluir
  15. Muito inteligente seu poema amiga Patrícia !
    Você escreve muito bem.

    Beijokas !

    ResponderExcluir
  16. Querida amiga Patricia, bom dia!
    Acredito que todos temos um lobo escondido no fundo de cada um, mas seja para ataque ou para defesa se ele vier a agir só nos fara sofrer, pelo menso é assim que eu penso, e não permito que o meu lado lobo se apresente em nenhum momento...
    Belo poema!
    Beijos com carinho e tenha uma doce e abençoada semana.
    Marilene

    ResponderExcluir
  17. O lobo parece-me neste poema uma metáfora da nossa vida... Gostei muito.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Por vezes somos como o lobo,caímos em armadilhas perdemos a sabedoria e raciocínio =/

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  19. É a primeira vez que comento em seu blog e gostei muito dessa frase da Masso Vita:
    Pobre de quem pensa que a liberdade é dizer o que pensa e sair ferindo quem te machucou ...Bom seria que quando esse lobo surgisse ferindo as pessoas, o mesmo se arrependesse e lambesse as feridas que causou na alma do ferido. Errar é humano todos nós sabemos, mas corrigir os erros,pedi desculpas é mais humano ainda.
    Bela poesia Patrícia!
    Bjsss na alma

    ResponderExcluir
  20. Boa visão dos predicados lupinos, em analogia com os humanos.
    Rimas incidentais interessantes.

    :)

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde amiga Patricia e quem nesta vida nunca caiu em uma armadilha bem preparada por mais esperto que julgue ser!!!
    todo o cuidado é pouco olhos abertos
    e radares ligados um grande abraço amiga meu carinho para voce bjs marlene

    ResponderExcluir
  22. Olá, Nova Amiga Patrícia! Como foi de Semana Santa e Feriado?
    Achei seu blog e seus Poemas Belíssimos!!! Eu não escrevo como Vc,não! Sou uma "amadora" e escrevo esporadicamente, quando vem uma inspiração! rss...
    Eu, que estava afastada do meu blog do "Casal de Lobos" desde Dezembro passado, resolvi postar um "poeminha" que fiz "de estalo" esta noite, em momentos de insônia! Rsss... Se puder passe pra ler!
    Parabéns por seus belos trabalhos!
    Beijinhos em seu Coração,
    Mary Am.

    ResponderExcluir
  23. Tão simples e tão difícil...
    Beijo Lisette

    ResponderExcluir
  24. Boa Noite Amiga Paty..
    Já vi fera ferida mais essa esta bem brava .
    O duplo sentido me fez entender que a vingança é arma dos pobres de espirito.
    A vida é complicada e muitas vezes dura .
    Concordo com seu poema sempre te disse és diferente no seu doce poetar.
    Abraços minha amiga..
    Evanir.

    ResponderExcluir
  25. Sua poesia é uma metáfora para o próprio ser humano. O Homem é o lobo do homem... Neste sentido, o confronto é tanto íntimo quanto social. Do homem em luta consigo mesmo. e do homem social em disputa desenfreada contra o proprio irmão. Seu texto faz uma crítica forte e expressiva.

    CARMEM TERESA ELIAS

    ResponderExcluir
  26. Na natureza, o lobo segue seus instintos. Na vida, os humanos lobos não possuem toda a sagacidade que imaginam, eis que, em dado momento, suas garras se apresentam com grande visibilidade. Bjs.

    ResponderExcluir


  27. Olá Patrícia,

    Interessante o poema, que faz analogia entre a natureza do lobo e do homem.

    Às vezes o homem torna-se o seu próprio vilão. Como o lobo, costuma atacar para se defender e, muitas vezes, fere desnecessariamente.


    Desculpe-me não chegar aqui primeiro do que você por lá. Estou bem devagar com o blog e quase que exclusivamente me limitando à retribuição de visitas. É uma fase.
    Gosto muito de você e de sua poesia, além de sua presença em meu recanto, claro.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  28. Olá Patrícia! Temos que dominar esse lobo que há em nós que às vezes pode magoar até as pessoas que amamos... Muito interessante! Adoro vir aqui, sempre me surpreendo. Vim te deixar um prêmio do meu "Coração de fera," fique à vontade em participar ou não, viu? Podes presentear seus amigos também. Um beijão minha linda!!!

    ResponderExcluir
  29. Bom dia Patrícia!
    Sempre nos presenteando com teus belos e intrigantes versos.
    Adoro a tua maneira de escrever.
    Adoro teu jeito de ser. És uma pessoa diferenciada, tanto na escrita quanto na maneira atenciosa com que tratas teus amigos. Beijo grande!

    ResponderExcluir
  30. Muito bom vir conhecer seu espaço...voltarei mais vezes.... saborear seus versos.. alimentar a alma.

    Beijo ternurento

    Clau Assi

    ResponderExcluir
  31. Boa tarde Patrícia :)
    Que instigante sua poesia, gostei muito, como sempre.
    Penso que todos nós temos um lado lobo mau, e outro lobo bom.
    Prevalece em nós aquele que alimentarmos, caso contrário
    nos tornaremos negligentes e cairemos em armadilhas com mais facilidade...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  32. OI PATRICIA!
    ASSIM É, QUEM SE VESTE DE LOBO, FERE, MAS, EM ALGUM MOMENTO SERÁ VÍTIMA DE SI MESMO.
    LINDA INSPIRAÇÃO AMIGA.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Oi, Patricia
    Parabéns pelo seu belo post
    Obrigada pela sua visita e amizade
    Feliz fim de semana...beijos
    http:\\blogaraan.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  34. Oi Patricia,obrigada por tão lindas palavras em meu blog,pelo meu aniversário de casamento.
    Bjs amiga e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  35. Passando pra te ler...sempre arrasando beijos bom fim de semana !!

    ResponderExcluir
  36. Boa noite querida! Até os mais ferozes devem de estar atentos...
    Amei o poema!
    Um abraço e um beijo!!

    ResponderExcluir
  37. Patrícia , suas metáforas me encantaram . Parabéns pelo texto . Agradeço a partilha . Beijos e bom final de semana .

    ResponderExcluir
  38. Querida amiga, eu vim agradecer a sua doce presença em meu cantinho!
    Obrigada pelo carinho de sua presença e amizade!
    Por favor, me perdoe o copia e cola, é que no momento estou muito sem tempo para deixar aquele recadinho especial.
    Hoje sou portadora de uma linda noticia.
    Eu e meu marido somos avós, Ligia a nossa netinha nasceu ontem ás 6 h.3º da manhã.
    Nasceu de 7 para 8 meses, mas com a graça de Deus ela está bem e a minha nora tmaém!
    Um maravilhoso fim de semana para você.
    Abraço amigo
    Maria Alice


    ResponderExcluir
  39. Linda e forte poesia! Nem sempre o lobo se dá bem! bjs,

    ResponderExcluir
  40. Há fatos e versões de lobo em pele de cordeiro... em mulheres que correm com lobos (um belo livro)... o chapeuzinho e o lobo mau... e por ai vai uma série de histórias... Mas a vivência preconizada pelo seu rico poema, dá aos fatos a versão fatídica de que todo mal se volta a si mesmo. De pleno acordo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  41. Que bom! Um lobo a menos para nos atormentar.

    Um poema delicioso, Patrícia.

    Beijinho.

    ResponderExcluir


  42. Querida amiga Patricia,

    estou muito lerda para comentar, leio muito, mas escrevo menos, porque estou com uma inflamação crescente no meu braço direito.

    Bjs

    ResponderExcluir
  43. Boa noite , inestimável poetisa .

    Sempre digo que o fruto dos seus poemas são poetizado muito bem em relação aos estados de espíritos de cada ser , as relações humanas. Mas dessa vez tu foste bem além , referência de um Lobo ( animal este de grande sabedoria , e por ser popular pelo seu trabalho em equipe ) . E uma vez que tu falaste de um dos meus animais preferidos , terei que fazer um ótimo comentário . No entanto , esse lobo não está sozinho, ele é co-relacionado ao Homem ( o Homem predador de sua espécie ) . Há um ditado que diz que dentro de nós há dois lobos : o do mal e do bem . A gente que tem que saber qual que se deve alimentar . E neste poema , o lobo mal fora alimentando de modo que perdeu o controle sobre a sua sagacidade de sua natureza , são dois poderes distintos , o poder do mal é destruidor e do bem é forte porém constrói . A verdade é que o caríssimo Homem cavalheiro perdeu sua condição de homem cavalheiro , atacou a sua própria alcateia numa fúria descontrolada e que fora sentida somente depois . Porém , esse Homem agora vagará sozinho como um lobo solitário e terá de aprender com estes erros e saberá que o pensar , o planejar e o silêncio de um lobo é o seu maior poder. Talvez , esse Home seja um Lobo inexperiente no sentido de como lidar com suas emoções elevadas ao extremo e que muitas vezes prefere o isolamento para não ferir-se a si mesmo , e a si mesmo é a sua Loba , a amada, que uma vez a ferindo ele fere a sua própria carne . É , meu caro Homem , ainda tens que aprender com as suas emoções e saber conviver com o seu lado selvagem . Um dia o Lobo retornará de seu caminho solitário e nisso terá sua lição em torno dos relacionamentos . Mas , sinceramente , o lobo que é sábio , observa os seus alheios e evita esses próprios erros .

    Poema maravilhoso de uma co-relação muito bem feita . Maravilha poetisa , maravilha mesmo ! Um imenso beijo pra ti , beijos na alma !!!!!

    ResponderExcluir
  44. Querida Patricia Pinna li e gostei da tua poesia quantos lobos incautos caem em armadilha toda hora, pobre lobo servirá de lição é triste mais nós só aprendemos na dor, uma metáfora muito bem feita parabéns amiga, um feriado bem legal para vc, um abraço fraterno Celina

    ResponderExcluir
  45. Oi Patrícia!
    Fiquei estático e reli seu poema com mais atenção. Claro que o desfecho fica a critério do leitor, mas refleti sobre quantas pessoas se encontram numa prisão, muitas vezes, voluntária. É uma bela e instigante parábola! parabéns pela verve!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  46. É como tão sensívelmente escrevestes...

    Uma fera ferida,acuada,solitária e muito assustada,tenta de todas as formas possíveis salvar-se de mais feridas,mais ataques e muitas vezes é o contra-ataque a unica saida que encontra e com essa acção,é mais machucada ainda.

    Ela luta cada vez mais e mais,vai enfraquecendo e lutando como n'um circulo sem descanso.

    Dai ou é vencida ou morre.

    Morre com a honra reconhecida somente pelos deuses seus criadores,pois pela natureza dos que lhes atacaram isso capaz que jamais aconteça.

    É uma grande pena que a imagem lupina foi inserida deste longo tempo atrás no foco da perversidade,da malicia,da traição, pois o seu perfil nada tem haver, e até hoje não percebo tal estigma.

    Pois se analisarmos bem... Não tem alicerce lógico para quem nos primordios criou tal parabola.

    Um dos factores que mais apreciei para além da construção estética da tua obra Paty,foi a questão de sermos justos e aprendermos a olhar com o coração,sem barreiras,com compaixão,com carinho,para realmente ver além das aparências para assim não magoar cruelmente alguem que muitas vezes aparenta por um motivo desconhecido algo que não é.

    Isso é como uma faca de dois gumes,uma tematica delicada mas que deve si ser expressada,para que dessa forma a humanidade possa lembrar de quem é,de onde veio e para onde vai.

    Grata por teres partilhado, senti-me especialmente tocada com essa tua publicação a qual já li e reli umas vinte e tantas vezes.

    E sempre encontro um subtópico para meditar.

    Bisous lupinos e carinhosos querida, que seja belo o teu novo dia.

    ResponderExcluir
  47. Bom dia, Patrícia.

    É preciso muita atenção e perspicácia para não cair na garras da traição, e a desatenção dessa vez colocou o pobre e pretenso esperto em papos de aranha. Soberbo, seu poemaço! Parabéns!
    Agradeço o carinho da visita nobre poeta. Que seja leve e radioso seu amanhecer. Bom findi com muita paz. Bjss!

    ResponderExcluir
  48. Nem sei qual é a mais linda das poesias.
    Aqui está estampada a alma generosa de uma flôr que atende pelo nome Patrícia Pinna.
    Amo suas poesias e amo você amiga querida.
    Rosa Valverde .

    ResponderExcluir

A verdade está em mim, sou amante dela com todo o fervor, e desse modo peço que todos que aqui passarem, comentem com a alma, com paixão e verdade, deixando a sua opinião particular e individual, afinal, somos seres únicos com visões diferentes!
Que a alma de cada um de vocês transborde nesse espaço tão meu, tão nosso!
Obrigada e beijos na alma!!!!!!!!!!

Patrícia Pinna.