REDESCOBRIDORES DA ALMA!

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

GANGORRA DE AMOR



A lua minguante no céu
Despida e sem véu
Adormece o silêncio noturno
Clareia empobrecidamente
Os passos pesados no chão
Sem nenhuma real condição
De caminhar com fé


Como correntes grossas
Fechando em sua carne
Ferindo devagar
Sangrando na alma


A insensatez das palavras
A perdição dos momentos
A ironia irritante


O vendaval usurpa sem pudor
A alegria criança de outrora
Destruindo os sonhos coloridos
Destruindo os planos pensados
Nos dias de cada mês 
Na contagem nascente deles


Antes de os versos de amor
Brindarem o encontro anual
O descontrole imperou
As acusações tornaram-se frequentes
A oscilação determinou os dias amando assim:


Um desejo sufocado, omisso e contraditório
Gangorra de amor
Subindo e amando nas alturas
Leveza de plumas macias
Toque de seda pura e gostosa
Interior bailante sem música alguma
Mar de felicidade infinita
Fortaleza de comunhão explícita




Descendo e desamando no inferno
Quente inferno
Coração acelerado
Pela ira do olhar fulminante
Querendo machucar


Tormento de dores repentinas
Estragos vistos a olho nu
Pesadelos bem reais


Quando nessa gangorra
O amor está no ápice do ser
Vem as interrogações
Como se nada soubéssemos
Do porquê da gangorra existir
Tão metodicamente no nosso sopro de vida
Tão forte e tão frágil.


AUTORIA:
Patrícia Pinna.

Imagens: Internet.






47 comentários:

  1. Estimada e Doce Amiga:
    Um delicioso e fabuloso poema do que lhe vai em si. No seu interior que é seu!
    Feito com pureza e beleza imensas.
    Escreve com magia e encanto. De deslumbre e excelência.
    Excelente.
    A autenticidade e verdade do sentir do seu coração é extraordinária e perfeita num Ser Humano de sonho.
    Beijinhos amigos puros e transparentes.
    Com respeito e sempre a admirá-la.
    Agradecido pela ternura expressa no meu blog que adorei.
    Com estima grandiosa.

    pena

    É notável, poetiza.
    Fantástica. Linda.
    MUITO OBRIGADO pela honra da sua amizade.

    ResponderExcluir
  2. Patrícia, bom dia!
    O balanço da gangorra é tão bom! Eu me lembro bem, quando ficamos lá em cima, com os pés pro ar, um friozinho na barriga! No amor poderia ser essa parte boa da gangorra, mas nem sempre é assim. Para a gangorra funcionar tem que haver coordenação, equilíbrio, cooperação, senão a gangorra não funciona, como no amor. Muito bem bolado seu poema, gostei! Bjo!

    ResponderExcluir
  3. " A alegria criança de outrora
    Destruindo os sonhos coloridos

    Destruindo os planos pensados
    Nos dias de cada mês
    Na contagem nascente deles "


    Nesse poema eu enxerguei as cenas reais . Escreveste de forma clara e direta a sua filosofia do amor sobre as relações amorosas . Seria realmente bom se gangorra parasse de ser
    gangorra e ficasse no alto em tempo vitalício !!! Ah ! como seria maravilhoso .

    Os versos a seguir são ritmados e muito bem poetizado . Parabéns poetisa !!!

    " Um desejo sufocado, omisso e contraditório
    Gangorra de amor
    Subindo e amando nas alturas
    Leveza de plumas macias
    Toque de seda pura e gostosa
    Interior bailante sem música alguma
    Mar de felicidade infinita
    Fortaleza de comunhão explícita "

    Beijos !!!!!

    ResponderExcluir
  4. Um lindo balanço em versos derramados... que maravilha de poesia Pati!!!! como e bom ler-te!!!! parabéns sempre moça poeta.

    ResponderExcluir
  5. Hola, precisas y concisas letras van desnudando placidamente la armoniosa pureza de este blog,si te va la palabra elegida, la poesía, te espero en el mio,será un placer,es,
    http://ligerodeequipaje1875.blogspot.com/
    gracias, pasa buen día, besos dulces..

    ResponderExcluir
  6. Muito nostalgico esse seu poema maravilhoso... Me faz lembrar de quando eu brincava na gangorra em meus tempos de criança. E as boas sensações tomavam meu ar. As fotos são divinas! Adorei o blog.

    Convido-lhe para visitar meu blog e se gostar seguir e deixar um comentário. Abraços. Sigo de volta.

    http://paulobouvier.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde amiga,
    Venho lhe desejar uma linda semana coberta de muita paz e amor!
    Sua presença é muito importante em meu cantinho, por esta razão veio lhe agradecer o seu carinho de sua amável visita sempre.
    Assim que poder acesse o link
    http://www.mariaalicecerqueira.com/2012/01/degustacao-do-livro-vida-nossa-de-cada.html
    e leia a degustação do meu próximo livro! Vida nossa de cada dia!
    Obrigada de todo o coração!
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  8. só alguém como vc para fazer uma poesia tão linda, viu...bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi!! Linda, linda poesia!!Que possamos na gangorra da vida ter sabedoria nas subidas e nas descidas.Bjs

    ResponderExcluir
  10. Patrícia

    Me deliciei e envolvi com este poema. Lindíssimo! Beijinho

    ResponderExcluir
  11. Patricia Querida!!!Que transparencia....Que linda poesia...Que conciencia.....Na gangorra da vida... esse tempo, que não é o cronológico é uma dádiva se usado em nosso favor, serve para refletir sobre o que nos causa as dores, para assim evitarmos ciclos viciosos, ampliando as vivências e evitar repetições, que nos impedem de atingir outros patamares em nossa vida.Parabens querida.

    ResponderExcluir
  12. Olá querida Patrícia,

    E nesta gangorra do amor, ora estamos nas nuvens, com o coração pleno de felicidade, e ora estamos com os pés no chão, suportando a realidade dos desencontros.

    Parabéns pelos belos versos!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  13. A sabedoria está em não deixar só o outro no alto ou embaixo...Equilíbrio e vontade de impulsionar.Daí a gangorra funciona...beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  14. Patricia,muitas vezes essa gangorra de emoções é apenas tempo de adaptação de um casal.Não é facil conviver!Adorei sua linda poesia e tb seu comentario em meu blog!Bjs e bom dia1

    ResponderExcluir
  15. Patrícia, Querida

    A Balança é uma espécie de gangorra. Contudo é nela que se verifica o equilíbrio, que se ajusta o peso para que não oscile apenas para um lado.
    Assim a Vida e o Amor.
    Partilhar o "peso" de cada palavra ou gesto, de cada sentimento ou acto e tudo terá o benefício da satisfação na estabilidade.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Que intenso minha querida...é a dualidade atuando no amor, nos fazendo perceber e sentir tudo assim, como uma gangorra, até que consigamos encontrar o equilíbrio, longo caminho até ele não é mesmo?
    Doce dia querida, beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  17. Patricia minha amiga

    Belíssima e profunda descrição de angústia
    minha amiga, onde os ventos sopra como tufão,
    A gangorra que balança o teu coração, buscando
    o equilíbrio de ti na perfeição.
    É como uma fruta cortada de aparente metades serem iguais,
    existindo as diferenças de jeito contrário aquilo que
    nos satisfaz...
    Intenso teu versejar, no que vai dentro de ti
    meus aplausos nas palavras que me faltam diante
    de tão belo poema...

    Muita felicidade pra ti
    acreditando que os ventos são passageiros
    e logo a brisa chega a atender os teus apelos...

    Bjs

    Livinha

    ResponderExcluir
  18. Pura verdade...amor sobe e desce ...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  19. Andar de gangorra tem seus encantos.Quando subimos o coração parece parar sem ar de tanto encanto, mas na vida no sobe e desce do amor carregamos o coração nas mãos.Flutuamos as vezes e em outras, bem mais pesa uma realidade que separa e dói. Vale fazer escolhas lúcidas para que na gangorra da vida prevaleça os bons momentos.Lindo teu texto.Parabéns minha querida amiga.
    Tenhas uma doce, suave e feliz semana.Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  20. A gangorra, que lindamente descreveu, é a busca do equilíbrio, tão necessário em todas as relações humanas. Ora se está nas alturas, vivendo sonhos; ora, na dura realidade do chão. Se conseguirmos partilhar os altos e os baixos, seremos capazes de amar, verdadeiramente.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Lindo e significativo seu poema
    fala de altos e baixos na vida e no amor.
    Como sempre minha querida é nota mil que dou para você.
    Beijos no coração e na alma.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  22. Belíssimo poema, Patrícia.

    A partir de um singelo brinquedo de criança podemos traçar um paralelo com o que ocorre em nossa vida.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  23. Patrícia, tudo bem?
    Metáfora preciosa essa!
    Céu e Inferno, um pouco de cada, às vezes um "tudo" de cada, esse é o amor, todos os tempos e estações.

    Beijinhos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  24. Querida Amiga.
    já estive aqui hoje esqueci de avisar que levei
    seu link e esta no meu blog pertinho do Caio.
    de uma olhada veja se gostou.
    Lute amiga nunca deixe seus sonhos morrer
    és uma excelente poetisa eu vou ser sua fã para sempre.
    Linda noite.
    beijos..Evanir

    ResponderExcluir
  25. Bom dia querida Paty!
    Viajar na gangorra do amor é o mesmo que desafiar esse amor...
    escreves dentro de um contexto que nos leva em viagem contigo...aplausos menina das letras que me faz viajar sempre...
    Bjssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  26. Nossaaaaa, bem definiu a gangorra do amor, gostei! :)
    A vida em si também é assim. Um desafio constante.
    Um dia estamos nos sentido nas nuvens, noutros, parece que nos deram uma rasteira. rs Mas, daí, a gente se levanta e vamos tentando nos equilibrar e nos manter de pé.
    Parabéns por mais um belo poema!
    Beijos e tudo de bom!
    Obrigada pelo carinho, Patrícia, e qt a seu namorado, é uma pessoa de sorte, em ter uma poetisa como voce ao seu lado.

    ResponderExcluir
  27. Linda!!!Sua amizade me alegra o caminho; nela, encontro ternura e vida... Meu carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  28. Passando para agradecer sua visita no Blog, abraços

    Andreia Fargnoli

    ResponderExcluir
  29. Estimada Amiga Sublime:
    Um poema perfeito com a sua delícia e genialidade.
    Excelente.
    Beijinhos cristalinos e transparentes pelo seu fascínio e pureza.
    Com respeito e fascinante estima.
    Sempre a admirá-la de forma constante pela sua magia em poemas extraordinários e brilhantes que cintilam de encanto e beleza imensas suas. Só suas.
    Um maravilhoso fim de noite.

    pena

    ResponderExcluir
  30. Olá querida Patrícia! Vim deseja uma maravilhosa noite pra você! E dizer que já postei a 2ª parte das estório 'Encontros e Desencontros do Amor!
    Abraço em seu coração! ^^

    ResponderExcluir
  31. Olá Patricia

    Vim agradecer a visita e como li coisas lindas por aqui resolvi ficar...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  32. Seu poema é belo, amiga...
    Um abraço!!!

    ResponderExcluir
  33. Poema lindo que faz a comparação com a vida...
    Gostei minha amiga
    Beijo

    ResponderExcluir
  34. Hoje passei para reafirmar o quanto
    gosto de você minha amiga .
    E desejar um feliz final de semana.
    Beijos no seu doce coração.
    Evvanir...

    ResponderExcluir
  35. Olá! Boa tarde!
    Belo tom com metáforas! A vida e o amor, é assim, verdadeira gangorra!Dualidades sempre!
    Bom final de semana!
    beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  36. Um lindo poema... um delicioso fragmento de vida!


    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  37. patrícia,
    do amor e dos seus mesteres: quando é, tememos o futuro; quando não é, olhamos para o passado. alguma vez o amor rimará com o equilíbrio?...

    são muitas as pessoas que me dizem que não conseguem aceder ao viagens de luz e sombra... disseram-me, ainda assim, que a instalação do google chrome enquanto motor de pesquisa resolve esses problemas... pois, não sei...
    beijinho grande!

    ResponderExcluir
  38. Olá, Patricia,
    Estive por aqui lhe visitando e, digo de passagem,gostei muito do blog e do que escreve, - encantei-me com seus poemas, são soberbos. Tanto que já sou seu seguidor, pois quero continuar lendo poemas tão lindos! Meus parabéns!
    Dê-me a honra e visite o meu!
    Um beijo,
    J.R.Viviani
    http://vendedordeilusao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  39. Querida ,Amiga .
    Carinhosamente venho agradecer seu lindo comentário no meu blog
    além do grande talento é de uma delicadeza muito peculiar.
    Eu sempre disse amiga seus poemas são lindos e merece ser publicados volto a dizer lute pelos seus sonhos.
    Guarde em lugar seguro o lindo acervo que já tem publicado em seu blog para um futuro livro.
    Creia te amo de verdade .
    Agradeço de todo coração seus comentários no meu blog são muito importante para mim.
    Um abençoado final de semana beijos no coração.
    Sua amiga sempre.
    Evanir..

    ResponderExcluir
  40. O amor é assim mesmo....
    Belo poema, gostei.
    Patrícia, querida amiga, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  41. Lindooooooo!!



    Quando nessa gangorra
    O amor está no ápice do ser
    Vem as interrogações
    Como se nada soubéssemos
    Do porquê da gangorra existir
    Tão metodicamente no nosso sopro de vida
    Tão forte e tão frágil.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  42. Patrícia,
    Creio que quando esse amor depende do que o outro sente, é igual você colocou. Um gangorra, onde uma hora pula pra cima e no mesmo instante está la embaixo. O amor é essa oscilação, mas no fim o importante é estar agarrado à gangorra para nao cair.Enquanto estiver em cima dela há esperança de pousar nas nuvens nem que seja por um pouco.
    Adorei sua analogia entre o amor e a gangorra, assim é a vida em toda sua extensão. Te amo!
    beijokas doces e um bom domingo

    ResponderExcluir
  43. patricia querida, bom estar aqui com vc!
    Quanto ao amor... só sei que nasce pra morrer, como gente.
    bj imenso

    ResponderExcluir
  44. Minhas saudações da França! Depois de visitar seu blog, eu não poderia deixar sem colocar um comentário.
    Quero parabenizá-lo no seu blog!
    Talvez eu teria a oportunidade de recebê-lo na minha também!
    Meu blog é em francês, mas à direita é o tradutor do Google!
    bom dia
    cordialmente
    Chris
    http://sweetmelody87.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  45. Olá!
    Obrigado por sua visita que me deixou extremamente feliz!
    Espero que seu dia está indo maravilhosamente e, finalmente, você vai me enviar um pouco de calor.
    Sim, de fato, o meu blog, dedicado ao Dia dos Namorados, aqui é o período, muitos países não fazê-lo no mesmo dia, j.
    Eu não sei porquê! Amanhã vou colocar toda a história deste feriado.
    Desejo-lhe uma tarde muito agradável tarde
    cordialmente
    Chris


    Aqui está a minha imagem, então com esta pequena mensagem
    http://nsm07.casimages.com/img/2012/02/08/1202080103541250289410040.gif

    ResponderExcluir
  46. Acho que o título descreve muito bem, o amor é uma gangorra!
    Por vezes destruindo sonhos colorido, e assim por vezes os cria!
    Patrícia, boa noite! Volto aqui para dar uma passeadinha, e agradecer sua amável visita e gentis palavras lá no meu cantinho.
    Fiquei muito contente que você recebeu tão amavelmente minha "intrusa"visita aqui no seu blog dias passados.
    Sem dúvidas estarei lhe seguindo..
    Uma linda e inspirada noite!
    Lembranças
    Ange.

    ResponderExcluir
  47. Olá!
    Obrigado por suas palavras amáveis ​​sobre meu blog
    Eu não sou muito ativo em blogs, que não exclui a ter alguns pensamentos.
    Eu ainda estou aqui, com temperatura negativa de -18 ° C durante a noite e parte de trás neve amanhã.
    Seu blog é sempre tão bonito e gratificante.
    Esta é uma plaisr para vir aqui
    Desejo-lhe um grande dia
    cordialmente a partir de França
    Chris
    Alguns pequenos presentes

    http://nsm07.casimages.com/img/2012/02/11/1202110105211250289421967.gif

    http://nsm07.casimages.com/img/2012/02/03/1202030238551250289385874.jpg

    http://nsm07.casimages.com/img/2012/02/09/1202091215421250289414739.gif

    ResponderExcluir

A verdade está em mim, sou amante dela com todo o fervor, e desse modo peço que todos que aqui passarem, comentem com a alma, com paixão e verdade, deixando a sua opinião particular e individual, afinal, somos seres únicos com visões diferentes!
Que a alma de cada um de vocês transborde nesse espaço tão meu, tão nosso!
Obrigada e beijos na alma!!!!!!!!!!

Patrícia Pinna.