REDESCOBRIDORES DA ALMA!

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Sentido Inicial By Patrícia Pinna




O amor subjugado à razão ou a razão subjugada ao amor?
Entre nuances feito partículas de dúvidas
Envolvendo o ser desprovido de sossego
Retardando a felicidade nessa noite retratada
De agonia e dissolução

Os braços não acolhem,encolhem em sua pequenez insólita
Com seus ruídos necessitando de óleo
Para desenferrujar suas articulações

A lua desapareceu,breu ficou do lado de cá
E do teu lado,o que será?
Uma estrela a contemplar teu olhar tristonho e sonhador
Ou uma chuva torrencial desaguando por seus olhos?

E na dança aérea do pensamento por um momento encontra o par
E tal qual a profundidade do mar mergulha no encontro do amor
Onde a razão e a emoção parecem acertar o passo
Nesse bailado difícil de coreografias complexas

E os questionamentos perdem seu sentido inicial
Valorizando o sentir especial
Teu,meu,nosso
Transparente transição transformada de intensa confusão
Para uma doce mansidão,veracidade da iluminada emoção!


Autoria:Patrícia Pinna
Imagem:Internet
Vídeo:Youtube



29 comentários:

  1. Bom dia Pati!

    Amei ler-te! Um poema muito bonito... bem escrito, como de costume.

    Beijos amiga poetisa!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia
    Fantástico poema. e musica, Amei
    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Muito bela construção da evolução/inspiração neste complexo campo de luta entre a razão e a emoção,
    quando diante das façanhas do menino moleque cupido. Há sempre um misto de festa e solidão.
    Se a dor desconhece a razão, por certo a emoção se instala no coração,onde reina absoluta.
    Mais acima uma Maria Rita em forma materna numa linda interpretação desta bela musica.
    Perfeita postagem querida Patricia para embalar os corações flechados nesta difícil relação razão/emoção.
    Aplausos pela criação.
    Carinhoso abraço de todas paz e que a semana seja uma renovação de todas as emoções, que cabem neste lindo coração.
    Beijos de paz e luz.

    ResponderExcluir
  4. "A dança aérea" envolve tanto nossos pensamentos que, muitas vezes, a tornamos real!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente belo querida amiga ,sentimentos vivos num coração que brota tamanha ansiedade de amar ,muitos beijinhos felicidades.

    ResponderExcluir
  6. Vale a pena, sentido inicial,
    assim a esse lindo poema
    respondo aqui de Portugal,

    Rio Mira vai cheio, o barco parado,
    o meu amor lá da outra banda
    e eu cá desde lado
    Rio Mira vai cheio, o barco não anda.

    A força de vontade irá vencer,
    para sempre contigo ficar
    estás ai para me receber
    eu estou aqui para te amar!

    Boa noite e bons sonhos Patrícia Pinna, um beijinho.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  7. Poxa... Que poema! Esse marcou. Diria que talvez seja o mais bonito e bem escrito que vi por essas bandas. Mas... Vamos ao comentário... É a eterna dicotomia entre razão e emoção. O ser que evapora vai embora levado pelos ventos da emoção. Ceder ou não, eis a questão... Pagar pra ver, soltar as amaras, as desconfianças, como criança, confiar cegamente, inocentemente. Não há como saber o preço a pagar. Toda aventura cura ou piora de vez. Mas a vida só tem sentido se estamos floridos, em estado de graça, rindo a toa, sem razão. A emoção no peito palpitando, acalentando, dando sentido ao sem sentido a tudo. Aos comedimentos, aos receios, anseios não satisfeitos, querendo levantar asas, vento a soprar na casa, invadindo os cômodos, levantando as cortinas, arejando. É se deixar levar ou não, ir ou ficar, viver ou morrer aos poucos, estático e sem emoção, mero objeto de ornamentação, como as flores de plásticos. Beijos, Pat. Ótimo!

    ResponderExcluir
  8. Amoir e razão são duas paralelas que caminham lado a lado, e embora não pareçam, vão se cruzar um dia no infinito... mas claro, a razão que o amor acolhe para si, o amor não adota outra razão que não seja a sua própria razão. Poema belo e profundo... sempre. Questionamentos? O amor sempre vai ter. beijos na alma.

    ResponderExcluir
  9. Há que haver um equilíbrio para que não se sofra. O amor leva a voos prazerosos, mas é preciso reconhecer os precipícios, de forma que se possa pousar em segurança. O sentimento costuma ofuscar a visão real e a entendo como necessária. Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Olá amiga!
    Saudades!
    Muito bom vir aqui e olhar sua poesia doce de sempre.
    Um rima que alucina.

    Boa noite!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Querida Patrícia; Deus lhe abençoe sempre! Obrigada pelo carinho! Na verdade eu que tenho que pedir desculpas e você e aos amigos. Estou afastada do blog e muito raramente vou lá e deixo um vídeo.
    O seu poema é lindo! Essas confusões e questionamentos, sempre acontecem conosco. Até pelas histórias passadas.
    Mas tudo na vida vale a pena. É aprendizado e crescimento espiritual.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. entre amor e razão precisa haver equilíbrio.
    o poema está muito bom!
    beijo
    :)

    ResponderExcluir
  13. O amor é o manancial do sentir, quando em conflito com a
    razão criam forças contrárias, sendo necessário o
    mergulho neste mar da entrega e encontrar o bailado
    harmonioso como diz o teu poema: "Nesse bailado difícil de
    coreografias complexas."
    Mais ainda, o amor ocupa o espaço da sua importância:
    "Os questionamentos perdem seu sentido inicial
    valorizando o sentir especial."
    Sempre me encantam a tua beleza (em profundidade de conteúdo) e
    sensibilidade poéticas. As tuas escolhas musicais de qualidades são
    maravilhosas...
    Bjos,Querida Patrícia!

    Ps:Sempre grata pelo teus belos e profundos comentários
    no meu espaço...

    ResponderExcluir
  14. Boa noite Paty!
    Escreves de uma forma tão pura, mostras a alma, o sentimento e eu me embriago de suas palavras que sempre me tocam o mais profundo de meu coração.
    É tudo muito lindo.
    Beijos doces e obrigada por sua visita tão carinhosa em meu blog.

    ResponderExcluir
  15. Que poema lindo,querida amiga Pat!
    Seu poetar é divino,magistral,puro e como sabe falar de amor. Sensibiliza,emociona.

    Quem subjuga quem? Não podemos ter certeza.

    Parabéns,amada.

    Cheguei aqui porque seu blog está na minha lista de favoritos no layout do meu.

    Saudades e sentindo falta de suas visitas no meu espaço.

    Dá uma passadinha lá,ok?


    Beijos sabor carinho e ótimo fim de semana


    Donetzka

    ResponderExcluir
  16. Que coisa mais linda,Patricia! Sempre tri inspirada!!Adorei! bjs praianos, chica

    ResponderExcluir
  17. Quando a razão e a emoção andam afinadas, é mais fácil sermos felizes.
    Um tema difícil de abordar poeticamente sem cair em lugares comuns, mas o resultado é brilhante.
    Parabéns pela excelência das suas palavras.
    Patrícia, tenha uma boa semana.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  18. Bom dia querida Patricia..
    muito falado no sentir...
    este tem se perdido nas pessoas..
    buscam muito o superficial, em tudo..
    nos amores, no dia a dia..
    e quando precisam sentir, não sabem como o fazer..
    que se possa recuperar isso...
    bjs e feliz sempre

    ResponderExcluir
  19. Olá Patrícia,

    Mais um belo e expressivo poema. As emoções jorram de seus versos, sendo facilmente absorvidas pelo leitor. Conforme já lhe disse, você é muito intens em seu poetar.
    Razão e emoção quase sempre estão em conflito e questionamentos inciais perdem seu sentido quando o coração fala mais alto. E se a razão e a emoção acertam o passo, então, é partir para vivenciar o amor em sua plenitude.
    Adorei a expressão : "...bailado difícil de coreografias complexas". Traduziu bem o desencontro entre razão e emoção.

    Muito lindo.

    Feliz semana!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  20. Como tudo na vida é preciso encontrar o equilíbrio entre a razão e a emoção. Uma não existe sem a outra. Adorei ler o seu poema. Uma boa semana Beijinhos
    Sissi.

    ResponderExcluir
  21. O amor nunca é razão a não ser razão para amar...
    Gostei imenso.
    Bjo, Patrícia :)

    ResponderExcluir
  22. O amor em seu momento inicial, chega e aconchega sem dar tempo de pensar, apenas sentir! Lindo como todos os seus poemas, amiga Patrícia! Boa noite! Bjs. no coração.

    ResponderExcluir
  23. Amor é isto, nos transporta, dá guarida aos sentimentos antes de qualquer razão. Lindo como sempre! Bjs Eloah

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. Nunca me esqueço daquele que trás no coração
    carinho amor e respeito um bem querer.
    Como é bom poder contar com sua amizade,
    como é bom ter esperança mesmo ,
    quando imaginamos estar sozinhos.
    Sem duvidas não é verdade tenho sua amizade,
    fidelidade e o amor incondicional de Deus.
    Deixo um abraço com muito carinho
    Beijos no seu doce coração.
    Evanir S Garcia.

    ResponderExcluir
  26. Boa tarde, entre o amor e razão existe a união, sua escrita é envolvente e encantadora.
    AG

    ResponderExcluir

A verdade está em mim, sou amante dela com todo o fervor, e desse modo peço que todos que aqui passarem, comentem com a alma, com paixão e verdade, deixando a sua opinião particular e individual, afinal, somos seres únicos com visões diferentes!
Que a alma de cada um de vocês transborde nesse espaço tão meu, tão nosso!
Obrigada e beijos na alma!!!!!!!!!!

Patrícia Pinna.